Preços futuros do petróleo fecham em ligeira alta com oferta menor superando problemas na demanda

189

  Porto Alegre, 13 de junho de 2022 – Os preços dos contratos futuros de petróleo fecharam a sessão em ligeira alta, após iniciarem o dia em quedas perto de 2%, mas se recuperarem após choques na oferta voltarem a pressionar os preços. A queda na produção da commodity na Líbia superou os temores de recessão nos mercados globais.

    De acordo com a Bloomberg, a produção de petróleo da Líbia quase parou completamente à medida que uma crise política leva a mais paralisações de portos e campos.

    “Os preços do petróleo subiram mais depois que a Administração de Informações sobre Energia (IEA, na sigla em inglês) sinalizou hoje que o mercado de petróleo permanecerá apertado no futuro próximo”, afirma o analista da Oanda, Edward Moya.

    A produção diária do membro da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) – que teve uma média de 1,2 milhão de barris no ano passado – caiu cerca de 1,1 milhão de barris, disse o ministro do Petróleo Mohamed Oun à Bloomberg. Isso sugere que a Líbia está bombeando apenas cerca de 100 mil barris por dia.

    Dados do EIA mostram que os gastos com exploração e desenvolvimento da indústria de petróleo e gás natural de 2021 foram 28% menores do que a pré-média entre os anos de 2015 e 2019.

    A subida nos preços do petróleo é mitigada pelos temores de recessão nos mercados globais, a medida que a inflação dos Estados Unidos acelerou para a maior alta em 40 anos no mês passado e os investidores estão agora apostando num Federal Reserve (Fed, o banco central americano) mais agressivo.

    O Goldman Sachs Group reiterou na última sexta-feira que os preços da energia precisam subir ainda mais para que os americanos comecem a cortar o consumo. Os preços da gasolina no varejo dos Estados Unidos quebraram recordes repetidamente e recentemente atingiram US$ 5,00 por galão.

    Pelo lado da demanda, as preocupações de que a China fechará mais cidades por causa de um aumento nos casos de covid, além do mercado de ações estar temerário sobre o aumento das expectativas de taxa de juros, prejudicaram as perspectivas para a demanda de energia, levando a perdas nos preços do petróleo.

    Pequim se movimenta para aumentar as testagens em massa após um surto do coronavírus ligado a uma boate. O número de casos chega a 183 pessoas em pelo menos 15 distritos, segundo a Bloomberg.

    O preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para julho subiu 0,22%, cotado a US$ 120,93 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para agosto avançou 0,26%, cotado a US$ 122,27 o barril.

     As informações partem da Agência CMA.

Revisão: Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS  

Copyright 2022 – Grupo CMA