Petróleo e preocupação com safra sul-americana impulsionam soja em Chicago

213

     Porto Alegre, 26 de janeiro de 2022 – Os contratos futuro da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços em forte alta. As preocupações com o tamanho da safra sul-americana, prejudicada pela prolongada estiagem em algumas regiões, impulsionou as cotações nesta quarta.

     O desempenho de outros mercados, em um dia de definição da política monetária americana, ajudou a dar sustentação aos preços. O petróleo teve forte alta em um dia de menor aversão ao risco.

     Completando o cenário positivo, há a expectativa em torno da divulgação das exportações semanais americanas amanhã pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado aposta em número entre 700 mil e 2,2 milhões de toneladas.

     Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com alta de 32,75 centavos de dólar por bushel ou 2,32% a US$ 14,40 por bushel. A posição maio teve cotação de US$ 14,47 por bushel, com ganho de 31,00 centavos ou 2,18%.

     Nos subprodutos, a posição março do farelo fechou com baixa de US$ 8,50 ou 2,16% a US$ 400,50 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em março fecharam a 63,93 centavos de dólar, com alta de 1,42 centavos ou 2,27%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA