Novo balanço da Organização Avícola do RS aponta perdas acima de R$ 250 milhões ao setor por crise climática

290
frango

Porto Alegre, 10 de junho de 2024 – Cerca de 70 representantes da avicultura gaúcha e do governo do Estado participaram da reunião virtual promovida pela Organização Avícola do RS (O.A/RS). Com o objetivo de atualizar a situação do setor após mais de 30 dias de enfrentamento à crise meteorológica que atingiu o Rio Grande do Sul desde o começo de maio, o encontro on-line aconteceu na última sexta-feira (7). O balanço mais recente da avicultura gaúcha, registra perdas acima de R$ 250 milhões, somando aves de corte e poedeiras, material genético, estrutura, entre outros.

O presidente executivo da O.A/RS, José Eduardo dos Santos, mostrou as iniciativas do setor, que tem buscado viabilizar linhas de financiamento compatíveis para indústrias avícolas de todos os portes, encaminhando pleitos para o governo do Estado e federal, sendo o último por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Estamos buscando crédito com garantia para indústrias, cooperativas e produtores, além de acompanhar as ações emergenciais que o BNDES deve implementar”, afirma Santos. O dirigente salientou o esforço do Estado, mas realçou a urgência para concessão de financiamento para a retomada das atividades após perdas tão expressivas. “Precisamos desse mecanismo para seguir nosso trabalho, que coloca o Estado em posição de destaque no mercado exportador e produtor nacional e mundial, movimentando a economia e gerando emprego e renda”, explicou.

O presidente do Conselho Diretivo da O.A/RS, Nestor Freiberger, ressaltou a necessidade do trabalho conjunto. “É o momento de deixar as divergências de lado e nos unirmos por um bem maior, que é a avicultura gaúcha”, disse.

O secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lemos, respondeu as questões do setor e enfatizou que o Estado está trabalhando a fim de obter as melhores condições para os setores produtivos como a avicultura. O secretário da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Marcio Madalena, pontuou que o setor agroindustrial é extremamente importante, e quando se fala em reestruturação produtiva, da porteira para dentro, deve-se considerar esse elo agroindustrial como um fator fundamental para a garantia de toda a cadeia produtiva do Estado.

Ao fim da reunião, Santos adiantou que novas reuniões serão marcadas para alinhar as demandas, contextualizar cenários, e buscar soluções para uma retomada mais consolidada do setor. As informações partem da assessoria de imprensa da Organização Avícola do RS (Asgav/Sipargs).

Acompanhe a Safras News em nosso site. Siga-nos também no InstagramTwitter e SAFRAS TV e fique por dentro das principais notícias do agronegócio!

Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Safras News

Copyright 2024 – Grupo CMA