Mercado nacional de café novamente travado com volatilidade em NY

172

     Porto Alegre, 28 de junho de 2022 – O mercado brasileiro de café mais uma vez se vê diante de um dia de ampla volatilidade na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o arábica. NY novamente esboçou recuperação e não mantém os ganhos no momento, operando em leve baixa. Isso tende a travar as negociações no país, que observa também as oscilações no dólar.

     Na segunda-feira (27), o mercado físico brasileiro de café apresentou

preços levemente mais baixos nesta segunda-feira. Segundo a Consultoria SAFRAS & Mercado, o início da semana foi marcado por extrema lentidão, com a volatilidade das cotações internacionais atrapalhando as estratégias tanto de vendedores como de compradores.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação ficou em R$ 1.320,00 (compra) a R$ 1.350,00 (venda), ante R$ 1.330,00 (compra) a R$ 1.340,00 (venda) da sexta-feira. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 1.330,00/1.360,00 a saca, contra R$ 1.350,00/1.360,00 a saca do dia anterior.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 1.130,00/1.150,00 a saca, contra R$ 1.140,00/1.150,00. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 685,00/695,00 a saca, estável.

ESTOQUES

* Os estoques certificados de café nos armazéns credenciados da Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) na posição de 27 de junho de 2022 estão em 951.641 sacas de 60 quilos, com queda de 4.020 sacas em relação ao dia anterior. As informações partem da ICE Futures.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em setembro registram leve queda de 0,81% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 220,30 centavos de dólar por libra-peso.

* A posição setembro/2022 fechou a segunda-feira a 222,10 centavos, queda de 1,15 centavo, ou de 0,5%.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra leve queda de 0,28% a R$ 5,218. O Dollar Index registra alta de 0,29% a 104,24 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em alta. Xangai, +0,89 %; Tóquio, +0,66%.

* As principais bolsas na Europa registram perdas. Paris, +0,74%. Londres, +1,33% e Frankfurt, +0,72%.

* O petróleo opera em alta. Agosto do WTI em NY: US$ 110,85 o barril (+1,17 %).

AGENDA

     Terça-feira (28/06)

– Dados sobre as lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

     Quarta-feira (29/06)

– A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga, às 8h, o Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referente a junho.

– Alemanha: A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de junho será publicada às 9h pelo Destatis.

– A posição dos estoques de petróleo dos EUA até sexta-feira da semana anterior será publicada às 11h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

     Quinta-feira (30/06)

– Japão: A leitura da produção industrial de maio será publicada na noite anterior pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

– Reino Unido: A leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2022 será publicada às 3h pelo departamento de estatísticas.

– Alemanha: A taxa de desemprego de junho será publicada às 4h55 pela agência federal de emprego.

– Eurozona: A taxa de desemprego de maio será publicada às 6h pelo Eurostat.

– O Banco Central divulga, às 8h, o Relatório Trimestral de Inflação.

– O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, às 9h, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) Mensal referente a maio.

– O Banco Central divulga, às 9h30, os dados das Estatísticas Fiscais.

– O Ministério do Trabalho divulga o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) referente a maio.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Relatório de área plantada de grãos nos Estados Unidos por parte do Departamento de Agricultura do país, 13h.

– Relatório de estoques trimestrais do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos na posição 1 de junho, 13h.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

     Sexta-feira (1/07)

– Japão: A taxa de desemprego de maio será publicada na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– Eurozona:A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de junho será publicada às 6h pela Eurostat.

– O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, às 9h, o Indice de Preços ao Produtor (IPP) – Indústrias Extrativas e de

Transformação referente a maio.

– Relatório de condições das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, na parte da manhã.

– Dados de desenvolvimento das lavouras no Mato Grosso – Imea, na parte da tarde.

      Sara Lane (sara.silva@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA