Exportações de café do Brasil fecharam abril em 2,7 mi scs

237

SEMANA CAFÉ: Exportações do Brasil fecharam abril em 2,7 mi scs

     Porto Alegre, 06 de maio de 2022 – As exportações brasileiras de café em grão em abril chegaram a um total de 2.762.410 sacas de 60 quilos, com 19 dias úteis computados (média diária de 145.390 sacas), com receita chegando a US$ 679,383 milhões (média diária de US$ 35,757 milhões), e preço médio de US$ 245,94 por saca. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

     A receita média diária obtida com as exportações de café em grão em abril foi 53,8% maior no comparativo com a média diária de abril de 2021, que fora de US$ 23,246 milhões. Já o volume médio diário embarcado foi 15,8% menor que o de abril de 2021, que tinha o registro de 172.642 sacas diárias de média. O preço médio, por sua vez, disparou 82,7%.

     Já as exportações de café dos países membros e não-membros da Organização Internacional do Café (OIC) totalizaram 13,16 milhões de sacas de 60 quilos em março, sexto mês da safra mundial 2021/22, contra 12,65 milhões de sacas registradas no mesmo mês de 2021, elevação de 4%.

     Os embarques acumulados da safra 2021/22, entre outubro e março, somaram 66,25 milhões de sacas, queda de 0,1% em relação aos cinco primeiros meses da temporada 2020/21, quando foram embarcadas 66,3 milhões de sacas.

     Conforme a OIC, nos últimos 12 meses encerrados em março de 2022, a exportação de arábica totalizou 80,9 milhões de sacas, ante 82,67 milhões de sacas nos 12 meses precedentes, queda de 2,14%. Já o embarque de robusta no período foi de 48,9 milhões de sacas em comparação com 47,81 milhões de sacas nos últimos 12 meses até março de 2021, representando aumento de 2,3%

     O indicador de preços composto da Organização Internacional do Café (OIC) subiu 1,8% em abril, para 198,37 centavos de dólar por libra-peso, na comparação com março (194,78 centavos). Em seu relatório mensal de acompanhamento do mercado, a OIC destacou que todos os grupos de cafés tiveram preços mais altos em abril. Para os Outros Suaves, a alta foi a mais intensa, de 2,7%.

     A entidade salientou ainda que, apesar do crescimento das exportações de café verificado em março, os embarques nos seis primeiros meses da safra 2021/22 caíram 1,4%, para 59,29 milhões de sacas, na comparação com 60,14 milhões de sacas do período correspondente de 2020/21.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA