Exportações brasileiras de soja devem recuar em 2022

298

     Porto Alegre, 13 de maio de 2022 – O reflexo da quebra da safra brasileira de soja 2021/22 deve ser sentido no volume total exportado pelo país em 2022. No mais recente quadro de oferta e demanda, SAFRAS & Mercado confirmou um corte consideravelmente no volume a ser embarcado no ano.

     As exportações de soja do Brasil deverão totalizar 74,5 milhões de toneladas em 2022, abaixo dos 86,11 milhões indicados para 2021. A previsão indica um recuo de 13% entre uma temporada e outra. No relatório anterior, divulgado no final de fevereiro, a previsão era de exportações de 78 milhões de toneladas.

     SAFRAS indica esmagamento de 47,9 milhões de toneladas em 2022 e de 47,75 milhões de toneladas em 2021. A previsão anterior era de 47,5 milhões de toneladas. SAFRAS indica importações de 1,1 milhão de toneladas, com aumento de 27% sobre o ano anterior.

     Em relação à temporada 2022, a oferta total de soja deverá recuar 10%, passando para 127,95 milhões de toneladas. A demanda total está projetada por SAFRAS em 125,4 milhões de toneladas, caindo 9% sobre o ano anterior. Desta forma, os estoques finais deverão baixar 44%, passando de 4,55 milhões para 2,55 milhões de toneladas.

     SAFRAS trabalha com uma produção de farelo de soja de 36,87 milhões de toneladas, praticamente repetindo o ano anterior. As exportações deverão subir 6% para 18,2 milhões de toneladas, enquanto o consumo interno está projetado em 18,3 milhões, caindo 5%. Os estoques deverão subir 20% para 2,25 milhões de toneladas.

     A produção de óleo de soja deverá aumentar 1% para 9,73 milhões de toneladas. O Brasil deverá exportar 1,85 milhão de toneladas, com ganho de 12% sobre o ano anterior. O consumo interno deve subir 1% para 8 milhões de toneladas. O uso para biodiesel deve baixar 2% para 4,1 milhões de toneladas. A previsão é de estoques recuando 12% para 583 mil toneladas.

     USDA

     O relatório de maio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou que a safra norte americana de soja deverá ficar em 4,640 bilhões de bushels em 2022/23, o equivalente a 126,28 milhões de toneladas. A produtividade foi indicada em 51,5 bushels por acre. Este foi o primeiro levantamento para a atual temporada.

     O mercado apostava em número de 4,604 bilhões de bushels ou 125,3 milhões de toneladas.

     Os estoques finais estão projetados em 310 milhões de bushels ou 8,44 milhões de toneladas. O mercado apostava em carryover de 319 milhões ou 8,68 milhões de toneladas. O USDA indicou esmagamento em 2,255 bilhões de bushels e exportação de 2,2 bilhões.

     O relatório projetou safra mundial de soja em 2022/23 de 394,7 milhões de toneladas. Essa foi a primeira estimativa para a atual temporada. Os estoques finais estão estimados em 99,6 milhões de toneladas. O mercado esperava por estoques finais de 98 milhões de toneladas.

     A projeção do USDA aposta em safra americana de 126,3 milhões de toneladas. A safra brasileira foi indicada em 149 milhões e a argentina em 51 milhões de toneladas. A China deverá importar 99 milhões de toneladas.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA