Movimentação pelos portos de Paranaguá e Antonina (PR) sobe 2,4% no 1o quadrimestre

162

     Porto Alegre, 16 de maio de 2022 – Os dois portos do Paraná movimentaram 18.692.904 toneladas de carga de janeiro a abril deste ano, superando em 2,4% o total registrado no mesmo período do ano passado – 18.261.528 toneladas. Com alta em todos os segmentos, as exportações superaram as importações em volume. Em percentual de aumento, entretanto, os desembarques foram maiores.

     Nos primeiros quatro meses, 10.972.696 toneladas de produtos foram exportadas pelos portos de Paranaguá e Antonina – 1% a mais que em 2021, quando foram embarcadas 10.818.074 toneladas. De cargas importadas, o volume acumulado no período foi 4% maior comparando com o ano passado: 7.720.208 toneladas neste ano contra 7.443.454 toneladas em 2021.

     “Nas exportações, os melhores resultados foram de milho, farelos, óleos vegetais, carga geral, derivados de petróleo e celulose”, comenta o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. “Entre as importações, destaque para o desembarque de trigo, fertilizantes e metanol”.

     As cargas que chegam ou saem pelos portos do Paraná são de três principais segmentos: granéis sólidos, carga geral e granéis líquidos – este último movimentado somente pelo Porto de Paranaguá. De granéis sólidos, no quadrimestre, foram 11.589.498 toneladas acumuladas nos dois sentidos, 2% a mais que as 11.326.156 toneladas registradas em 2021 em Paranaguá e Antonina.

     A movimentação de carga geral cresceu no mesmo patamar de 2%. Neste ano, 4.387.898 toneladas já passaram pelos portos paranaenses. No ano passado, foram 4.294.782 toneladas. Já entre os granéis líquidos, o aumento foi um pouco maior: 3%. De janeiro a abril, 2.715.508 toneladas foram embarcadas e desembarcadas por Paranaguá. Em 2021, 2.640.590 toneladas.

CONTÊINERES

     Entre as cargas movimentadas por contêineres pelo Porto de Paranaguá o aumento registrado foi de 3%. No quadrimestre, neste ano, foram 362.232 TEUs. Em 2021, 350.956 TEUs. Em unidade específica equivalente a 20 pés e em porcentual as exportações superaram as importações no segmento. Nos primeiros quatro meses deste ano, 207.396 TEUs foram exportadas – 5% a mais em relação às 198.145 TEUs do ano passado. O volume de cargas importadas por contêineres chegou a 154.836 TEUs, 1% a mais que em 2021 (com 152.811 TEUs).

ANTONINA

     Apesar de não atuar com líquidos, nem contêineres, a movimentação de cargas pelo Porto de Antonina aumentou 80%. É a diferença entre as 493.455 toneladas deste ano e as 274.423 do ano passado. Puxaram a alta a importação de fertilizantes (433.358 toneladas – 259% a mais que as 120.852 toneladas de 2021) e a exportação de carga geral (açúcar em sacas – 16.575 toneladas). Não houve exportação de açúcar em saca em 2021.

ABRIL

     Especificamente em abril, a movimentação registrou queda de 14% nos portos do Estado. Neste ano, foram 4.613.609 toneladas movimentadas, ante 5.391.766 toneladas em 2021. Embora em baixa, produtos como milho, açúcar, óleos vegetais e celulose se destacaram, registrando aumento nas exportações do mês. Já nas importações, o volume de malte/cevada e derivados de petróleo desembarcados também aumentaram. Com informações da assessoria de imprensa da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA