Chicago cai forte e deve contaminar preços domésticos da soja

168
soja

Porto Alegre, 7 de junho de 2024 – O mercado brasileiro de soja deve ser afetado nesta sexta-feira pela queda brusca nas cotações da Bolsa de Mercadorias de Chicago. Por volta das 9h30, horário de Brasília, a posição julho/24 do grão caía cerca de 1%. O dólar atua como contraponto e opera em alta frente ao real. Neste contexto, os negócios devem ser pontuais.

A quinta-feira foi agitada no mercado brasileiro de soja. Foram registrados bons volumes de negócios, com preços firmes ao redor do país. Nos portos, a movimentação também foi significativa. A alta de Chicago contribuiu, assim como a agressividade do comprador, que buscava soja disponível.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 133,00 para R$ 135,00. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 132,00 para R$ 134,00 a saca. No Porto de Rio Grande, o preço teve alta de R$ 139,00 para R$ 142,50 a saca.

Em Cascavel, no Paraná, a saca valorizou de R$ 129,00 para R$ 131,00. No porto de Paranaguá (PR), o preço cresceu de R$ 138,00 para R$ 141,00.

Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 125,00. Em Dourados (MS), o preço subiu de R$ 121,00 para R$ 125,00 a saca. Já em Rio Verde (GO), a saca aumentou de R$ 121,00 para R$ 124,00.

CHICAGO

* Os contratos futuros da soja para março/24 apresentam baixa de 1,16% a US$ 11,86 por bushel.

* O mercado retoma sua recente rotina de perdas. O grão é pressionado pelo clima favorável às lavouras e pelo plantio nos Estados Unidos, pela fraca demanda pelo produto do país e pela ampla oferta na América do Sul.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com alta de 0,41%, a R$ 5,2714. Dollar Index registra alta de 0,46% a 104,540 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em sentidos opostos. Xangai, + 0,08%. Japão, -0,05%.

* As principais bolsas na Europa operam com índices mais fracos. Paris, -0,87%. Frankfurt, -0,85%. Londres, -0,56%.

* O petróleo opera em alta. Julho do WTI em NY: US$ 75,89 o barril (+0,45%).

AGENDA

—–Sexta-feira (7/06)

– Dados de evolução das lavouras do Mato Grosso – IMEA, 16h.

Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Safras News

Copyright 2024 – Grupo CMA