Café encontra recuperação técnica em NY e sobe bem, acompanhando petróleo e com dólar fraco contra real

339
café

     Porto Alegre, 27 de fevereiro de 2024 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta terça-feira com preços mais altos.

Em mais um dia de volatilidade, NY em boa parte do pregão teve dificuldades para um melhor direcionamento. Na manhã, NY operou no vermelho e bateu na mínima para maio em 177,50 centavos de dólar por libra-peso.

Mas, o mercado encontrou suporte e reagiu tecnicamente. E voltou na alta a superar a importante linha técnica e psicológica de 180 centavos por libra-peso no contrato maio. A alta do petróleo e queda do dólar contra o real no Brasil (desfavorável às exportações brasileiras) contribuíram para os avanços bons em NY.

Mais uma vez o mercado deu demonstrações que segue preso à faixa de 180 a 190 centavos, que vem sendo à tônica há algum tempo. É preciso fundamentos que alterem esse cenário ou questões cambiais e financeiras que façam o mercado romper essas amarras para cima ou para baixo.

Como aspecto negativo para os preços, as recentes chuvas sobre o cinturão cafeeiro do Brasil atenuaram preocupações em relação à safra 2024. E o Brasil vem mantendo um forte fluxo nas exportações também em fevereiro, após bater recorde para um mês de janeiro em 2024.

    Os contratos com entrega em maio/2024 fecharam o dia a 183,05 centavos de dólar por libra-peso, alta de 3,45 centavos, ou de 1,9%. A posição julho/2024 fechou a 181,65 centavos, valorização de 2,85 centavos, ou de 1,6%.

Acompanhe a Agência Safras no nosso site. Siga-nos também no InstagramTwitter e SAFRAS TV e fique por dentro das principais notícias do agronegócio!

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2024 – Grupo CMA