Boa demanda segue sustentando preços de frango; precauções com gripe aviária aumentam

604
frango

Porto Alegre, 8 de dezembro de 2023 – O mercado brasileiro de frango registrou estabilidade nos preços para o frango vivo e alta para os cortes negociados no atacado e na distribuição, se comparados com a semana anterior. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, ainda há expectativa de avanço nas cotações no mercado.

De acordo com Iglesias, a Influenza Aviária é outro fator de atenção a ser mencionado, com o trabalho de fiscalização ainda evitando ocorrências em granjas comerciais. “Desde novembro, o país aumentou suas precauções com a doença. O período é marcado pelo início da migração das aves do hemisfério norte para o hemisfério sul, ponto mais delicado”, pontua.

Em relação ao mercado atacadista, Iglesias explica que os preços se apresentaram acomodados ao longo da semana. “O ambiente de negócios ainda sugere para continuidade deste movimento durante a primeira quinzena de dezembro, período do ano bastante aquecido. A entrada do 13o salário ainda gera efeito positivo, assim como outras bonificações inerentes ao período também presentes. Isso deve aumentar a circulação monetária, ampliando o consumo”, destaca. “Além disso, a criação de postos temporários de emprego e as confraternizações de final de ano também geram efeito positivo sobre a demanda”, conclui.

Exportações

As exportações de carne de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas do Brasil renderam US$ 632,131 milhões em novembro (20 dias úteis), com média diária de US$ 31,606 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 356,342 mil toneladas, com média diária de 17,817 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 1.773,90.

Em relação a novembro de 2022, houve baixa de 11,9% no valor médio diário, avanço de 2,8% na quantidade média diária e recuo de 14,3% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

Preços internos

Segundo levantamento de SAFRAS & Mercado, no atacado de São Paulo os preços dos cortes congelados de frango tiveram mudanças ao longo da semana. O preço do quilo do peito no atacado teve aumento de R$ 9,60 para R$ 9,80, o quilo da coxa teve estabilidade de R$ 7,00 e o quilo da asa avançou de R$ 12,50 para R$ 12,75. Na distribuição, o preço do quilo do peito teve alta de R$ 9,80 para R$ 10,00, o quilo da coxa continuou em R$ 7,20 e o quilo da asa passou de R$ 12,70 para R$ 13,00.

Nos cortes resfriados vendidos no atacado, o cenário semanal também apresentou alterações nas cotações. No atacado, o preço do quilo do peito teve elevação de R$ 9,70 para R$ 9,90, o quilo da coxa seguiu em R$ 7,10 e quilo da asa subiu de R$ 12,60 para R$ 12,85. Na distribuição, o preço do quilo do peito teve valorização de R$ 9,90 para R$ 10,10, o quilo da coxa permaneceu em R$ 7,30 e o quilo da asa teve elevação de R$ 12,80 para R$ 13,10.

O levantamento semanal realizado por SAFRAS & Mercado nas principais praças de comercialização do Brasil apontou que, em Minas Gerais, o quilo vivo registrou estabilidade de R$ 5,15 e, em São Paulo, de R$ 5,20.

Na integração catarinense a cotação do frango ficou em R$ 4,40. Na integração do oeste do Paraná, a cotação continuou em R$ 4,55 e na integração do Rio Grande do Sul em R$ 4,80.

No Mato Grosso do Sul, o preço do quilo vivo do frango se manteve em R$ 4,65, em Goiás em R$ 5,10 e, no Distrito Federal, em R$ 5,15.

Em Pernambuco, o quilo vivo seguiu em R$ 5,40, no Ceará em R$ 5,40 e, no Pará, em R$ 5,50.

Pedro Carneiro (pedro.carneiro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2023 – Grupo CMA

Acompanhe a Agência Safras no nosso site. Siga-nos também no InstagramTwitter e SAFRAS TV e fique por dentro das principais notícias do agronegócio!