Soja busca recuperação e fecha em alta em Chicago após sete quedas consecutivas

266
soja
656-01767013 Model Release: No Property Release: No Still life of soya beans

    Porto Alegre, 6 de junho de 2024 – Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mais altos. O mercado foi sustentado pela alta do petróleo em Nova York e pela fraqueza do dólar frente a outras moedas correntes.

    O cereal se recuperou de sete sessões consecutivas de queda, reflexo do clima favorável às lavouras e ao plantio nos Estados Unidos, da fraca demanda pela soja do país e da ampla oferta na América do Sul.

    As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2023/24, com início em 1º de setembro, ficaram em 189.600 toneladas na semana encerrada em 30 de maio. A Holanda liderou as importações, com 56.700 toneladas.

    Para a temporada 2024/25, foram mais 73.800 toneladas. Analistas esperavam exportações entre 200 mil e 800 mil toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo

Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

    Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de 22,75 centavos ou 1,93% a US$ 12,00 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 11,93 1/2 por bushel, com avanço de 19,25 centavos ou 1,63%.

    Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com alta de US$ 3,30 ou 0,91% a US$ 362,80 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 44,35 centavos de dólar, com avanço de 1,22 centavo ou 2,82%.

Acompanhe a Safras News em nosso site. Siga-nos também no InstagramTwitter e SAFRAS TV e fique por dentro das principais notícias do agronegócio!

Pedro Carneiro (pedro.carneiro@safras.com.br) / Safras News

Copyright 2024 – Grupo CMA