Preços do boi gordo caem em abril com fator câmbio e aumento da oferta

220

    Porto Alegre, 29 de abril de 2022 – O mercado físico de boi gordo registrou preços mais baixos ao longo do mês de abril. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, apesar do movimento de recuperação dos preços em São Paulo na última semana do mês, abril foi pautado pelo movimento de pressão de queda.

   “Os frigoríficos encontraram boas condições para testar o mercado, pressionado os pecuaristas, a começar pelo processo de valorização do real ante o dólar, somado ao avanço da oferta de animais de safra no mercado doméstico. O movimento está de acordo com a sazonalidade prevista para o ano, com o ponto de mínima sendo registrado no segundo trimestre, normalmente”, assinalou Iglesias.

    Com isso, os preços a arroba do boi gordo na modalidade a prazo nas principais praças de comercialização do País estavam assim no dia 28 de abril:

* São Paulo (Capital) – R$ 330,00 a arroba, na comparação com r$ 340,00 em 28 de março, queda de 2,94%.

* Minas Gerais (Uberaba) – R$ 310,00 a arroba, contra R$ 320,00 (-3,13%).

* Goiânia (Goiás) – R$ 300,00 a arroba, ante R$ 310,00, caindo 3,23%.

* Mato Grosso do Sul (Dourados) – R$ 290,00 a arroba, contra R$ 300,00, recuo de 3,33%.

* Mato Grosso (Cuiabá) – R$ 290,00 a arroba, contra R$ 300,00 (-3,33%).

Exportação

   As exportações de carne bovina fresca, congelada ou refrigerada do Brasil renderam US$ 739,027 milhões em abril (14 dias úteis), com média diária de US$ 52,787 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 119,445 mil toneladas, com média diária de 8,531 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 6.187,20.

    Em relação a abril de 2021, houve ganho de 76,6% no valor médio diário da exportação, aumento de 36% na quantidade média diária exportada e valorização de 29,8% no preço médio. Os dados são da Comércio Exterior.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA