Limitação de oferta deve travar negócios com milho no Brasil

197

     Porto Alegre, 27 de janeiro de 2022 – Com o foco dos produtores na colheita da soja, o cenário de limitação de oferta de milho no cenário doméstico prossegue nesta quinta-feira, o que deve travar a comercialização no Brasil. No cenário internacional, a Bolsa de Chicago devolve os ganhos de ontem e opera em queda.

     O mercado brasileiro de milho registrou preços pouco alterados nesta quarta-feira. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, os preços continuam bastante firmes na Região Sul, com oferta curta, o que mantém as bases próximas da linha de 100 reais a saca. Já no Sudeste, a semana vai sendo de comercialização lenta e de preços estáveis

     No Porto de Santos, o preço ficou entre R$ 88,00 a R$ 103,00 a saca (CIF). Já no Porto de Paranaguá, cotação entre R$ 88,00/100,00.

    No Paraná, a cotação ficou em R$ 98,00/100,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 98,50/100,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 100,00/103,00 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 100,00/105,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 91,00/93,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 88,00/R$ 90,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 82,00/85,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em março registram baixa de 1,25 centavo, ou 0,19%, a US$ 6,25 3/4 por bushel.

* Segundo a Agência Reuters, o mercado é pressionado pelo avanço do dólar frente a outras moedas, que reduz a competitividade norte-americana no cenário exportador. Hoje, às 10h30 (horário de Brasília), saem as exportações semanais do país. Analistas esperam vendas entre 600 mil e 1,4 milhão de toneladas.

* Ontem (26), os contratos de milho com entrega em março fecharam a US$ 6,27 por bushel, ganho de 7,00 centavos de dólar, ou 1,12%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

*O dólar comercial registra baixa de 0,45% a R$ 5,418. O Dollar Index registra ganho de 1,16% a 97,06 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em baixa. Xangai, -1,78%. Tóquio, -3,11%.

* As principais bolsas na Europa registram índices mistos. Paris, -0,47%. Londres, +0,51%.

* O petróleo opera em alta. Março do WTI em NY: US$ 88,12 o barril (+0,88%).

AGENDA

– EUA: A segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre de 2021 será publicada às 10h30 pelo Departamento do Comércio.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

 —–Sexta-feira (28/01)

– Alemanha: A divulgação do PIB do quarto trimestre de 2021 será publicado às 6h pelo Destatis.       

– A FGV divulga, às 8h, o IGP-M de janeiro.

– O IBGE divulga, às 9h, a Pesquisa Nacional de por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, referente a janeiro.

– Levantamentos semanal sobre o desenvolvimento das lavouras argentinas – Ministério da Agricultura, na parte da manhã.

– Dados de desenvolvimento das lavouras no Mato Grosso – Imea, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA