Imea corta estimativas de produção da pluma do algodão do MT em 21/22 e 22/23

630
algodão

Porto Alegre, 13 de dezembro de 2022 – A nova estimativa de oferta e demanda da pluma do algodão em Mato Grosso exibiu reajustes nas projeções da safra 2021/22 e 2022/23.

Em relação à safra 2021/22, a estimativa da produção da pluma ficou em 1,81 milhão de toneladas, recuo de 1,38% ante ao último relatório. Essa redução é reflexo das adversidades climáticas que afetaram grande parte do estado, o que comprometeu a produtividade das lavouras e a qualidade da fibra. No entanto, cabe destacar que essa produção é 8,56% superior ao que foi registrado na safra 2020/21, pautado pelo incremento de 22,41% na área desta temporada ante a 2020/21.

No que se refere a demanda, é projetado que 1,37 milhão de toneladas de pluma da safra 2021/22 sejam exportadas, volume 13,00% superior ao que foi observado no ciclo passado, devido a maior produção observada nesta safra. No que tange ao consumo nacional, é esperado que 417,79 mil toneladas e 25,62 mil toneladas da produção da fibra sejam consumidas pelo mercado interestadual e mato-grossense, respectivamente. Vale ressaltar que às incertezas quanto a economia global, somado ao menor desenvolvimento econômico no país, refletiu em uma redução de 7,08% e 5,44% no consumo interestadual, quando comparado com a safra 2020/21 e o último relatório, nessa ordem. Assim, mesmo com a queda no consumo interestadual, a expectativa de um maior volume exportado nesta temporada pressionou os estoques finais em 2,00% quando comparado com a safra passada, ficando em 1,29 mil toneladas de pluma.

No que tange a safra 2022/23, com o ajuste na estimativa de safra, a produção da pluma para o ciclo futuro ficou estimada em 2,05 milhões de toneladas. Apesar da queda ante ao último relatório devido a redução da área, ainda assim apresenta um aumento de 12,87% ante a safra 2021/22, devido à expectativa de uma melhor produtividade na temporada.

Diante da estimativa de uma maior produção em relação à safra passada, é esperado um aumento de 15,84% nas exportações da safra 2022/23 ante a 2021/22, totalizando um volume equivalente a 1,59 milhão de toneladas. Em relação ao consumo nacional, esse ficou estimado em 459,10 mil toneladas, sendo 93,87% oriundo do mercado interestadual e 6,13% do Mato Grosso. Dessa forma, a expectativa de recuperação na economia do Brasil contribuiu para o incremento de 3,54% do consumo interno frente a safra 2021/22.

Por fim, são projetadas 1,89 mil toneladas para os estoques de passagem 45,96% superior ao da safra 2021/22.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA