Futuros do petróleo sobem após sessão volátil com relaxamento de bloqueios na China

148

     Porto Alegre, 19 de maio de 2022 – Os preços do petróleo se recuperaram das perdas anteriores em outra sessão volátil, com as autoridades chinesas planejando aliviar as restrições em Xangaie com o dólar recuando dos ganhos recentes.

    O mercado tem sido extremamente volátil, com reações exageradas a diferentes notícias ao longo do dia. Isso quer dizer que o sentimento de risco está bem baixo no momento, com a insegurança tomando conta dos traders”, afirmam analistas ING.

    Na China, há reportes de planos para aliviar as restrições ao coronavírus a partir de 1º de junho na cidade mais populosa do país, Xangai, o que pode levar a uma recuperação na demanda por petróleo do maior importador da commodity do mundo.

    Os mercados de petróleo também se recuperaram com a desvalorização do dólar. O índice geral do dólar caiu 1% no dia após os ganhos recentes. Os benchmarks de petróleo geralmente se movem inversamente com o dólar, já que a maioria das transações globais de petróleo são tratadas na moeda norte-americana. Ou seja, um dólar em alta torna o petróleo mais caro para os grandes importadores.

    Pesadas quedas nos mercados de ações europeus e asiáticos seguiram o pior dia de Wall Street desde meados de 2020, com alertas severos de alguns dos maiores varejistas do mundo ressaltando o quão forte a inflação está afetando suas vendas.

    A possibilidade iminente de uma proibição da União Europeia às importações de petróleo russo tem sustentado os preços também.

    O vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, disse na quinta -feira que Moscou enviará qualquer petróleo rejeitado pelos países europeus para a Ásia e outras regiões.

    Novak disse que a produção de petróleo da Rússia foi cerca de 1 milhão de barris por dia (bpd) menor em abril, mas aumentou 200 mil bpd para 300 mil bpd em maio, com mais volumes esperados para serem restaurados no próximo mês.

    Ontem, a Comissão Europeia divulgou um plano de 210 bilhões de euros para a Europa acabar com sua dependência de combustíveis fósseis russos até 2027, usando a guerra na Ucrânia como motivo para acelerar sua transição para a energia verde.

    O preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para maio subiu 1,65%, cotado a US$ 112,21 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para julho avançou 1,92%, cotado a US$  112,04 o barril.

    As informações partem da Agência CMA.

Revisão: Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA