Cotações internacionais do açúcar caíram em junho em NY com temor de etanol mais barato

180

    Porto Alegre, 01 de julho de 2022 – Os preços internacionais do açúcar subiram em junho. Os contratos com entrega em outubro de 2022 do açúcar bruto negociados na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) fecharam a sessão do dia 30 de junho a 18,50 centavos de dólar por libra-peso, ante 19,57 centavos em 30 de maio, queda de 5,5%.  

   As cotações caíram e chegaram a atingir mínimas de quatro meses no final de junho, quando a posição julho bateu em 18,20 centavos, nível mais baixo desde o início de março. O mercado teme que o etanol fique mais barato no Brasil depois que o governo cortou impostos sobre a gasolina, medida que possivelmente levará usinas do maior produtor mundial de açúcar a produzir menos etanol e mais açúcar. 

    Ao mesmo tempo, perspectivas cada vez melhores para as safras das principais origens asiáticas (Índia e Tailândia) reforçam a ideia de que o mercado global de açúcar enfrentará mesmo um superávit de oferta na atual temporada 2021/22 e um ainda maior em 2022/23. 

   O mercado internacional de açúcar deverá mudar para um pequeno superávit de oferta em 2021/22, de acordo com a Organização Internacional do Açúcar (OIA), já que o aumento das  exportações do Brasil supera os efeitos da inflação da guerra na Ucrânia. A temporada 2021/22 agora deve entregar um pequeno superávit de 0,24 milhão de toneladas, contra um déficit de 1,93 milhão de toneladas que a OIA esperava em fevereiro. 

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS 

 Copyright 2022 – Grupo CMA