Ações na Ásia fecham em queda com covid na China e recessão no radar

166
ásia

     Porto Alegre, 6 de julho de 2022 – Os principais índices de ações do mercado asiático fecharam o pregão em queda, em meio ao ressurgimento dos temores sobre a situação da covid-19 na China e a possibilidade de uma recessão mundial diante da disparada da inflação.

     No começo da semana, o governo chinês decretou lockdowns em duas regiões que enfrentam surtos da doença. Com as novas restrições, pioram as incertezas sobre a rígida estratégia da China no combate ao coronavírus, que tem provocado temores sobre a desaceleração da segunda maior economia do mundo.

     “Embora investidores venham tentando precificar que o pior (da pandemia na China) já passou, qualquer leve avanço nos casos vai trazer à tona os riscos de restrições econômicas, o que levará à reversão de algumas apostas de alta”, diz o estrategista de mercado do IG, Yeap Jun Rong.

     Os mercados globais também sofrem com as preocupações de que a disparada da inflação e a perspectiva de aperto monetário pelos principais bancos centrais levem a economia mundial a uma recessão. Esse fator derrubou as bolsas europeias e causou forte volatilidade em Wall Street ontem.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos:

Nikkei 225 (Tóquio): -1,20%, 26.107,65 pontos

Hang Seng (Hong Kong): -1,22%, 21.586,66 pontos

Xangai Composto (Xangai): -1,43%, 3.355,35 pontos

Kospi (Seul): -2,13%, 2.292,01 pontos

     As informações são da Agência CMA.

     Revisão: Pedro Carneiro (pedro.carneiro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA